MANIFESTO DA DIRECÇÃO: Este blogue “www.sortesdegaiola.blogspot.com”, tem como objectivo primordial só noticiar, criticar ou elogiar, as situações que mais se distingam em corridas, ou os factos verdadeiramente importantes que digam respeito ao mundo dos toiros e do toureio, dos cavalos e da equitação, com total e absoluta liberdade de imprensa dos nossos amigos cronistas colaboradores.

quarta-feira, 3 de Julho de 2013

Dois meses do blogue Porta dos Sustos...

Com a devida vénia e porque admiramos o trabalho sério e variado desenvolvido pelo blogue "Porta Dos Sustos" e também pela correção do trato, publicamos o editorial com que assinalaram os dois meses de existência.



DOIS MESES DE "PORTA DOS SUSTOS"


Ao terminar o primeiro terço da temporada e coincidindo com o segundo mês de existência deste nosso/Vosso site, é altura de fazer um balanço ao que vai de temporada e à nossa atividade.

Assumidos claramente como um site amador e independente, não fizemos uma cobertura exaustiva de todos os eventos. Mesmo assim...

Demos cobertura a espetáculos sem preocupação da sua "importância", numa policromia

de praças por vários cantos da geografia taurina.

Atravessamos a fronteira. Vimos um interessante mano-a-mano em Cáceres entre Ferrera e Fandiño, com um triunfo popular de António Ferrera.

Estivemos em Alconchel acompanhando El Juanito, um miúdo que chegou às meias finais do recente Bolsin do Canal +, e que certamente nos irá dar muitas alegrias. Estamos com ele!

Como não poderia deixar de ser, acompanhamos o Maestro João Moura na sua despedida de Madrid numa jornada de grande emotividade e reconhecimento pela sua brilhante carreira.

No plano nacional, estivemos em grandes momentos como seja em Alcochete, Moita, Reguengos, Almeirim e outros mais.

No Campo Pequeno, vimos a alternativa de João Maria Branco e as restantes corridas.

Com "Silvas" excelentes e a pedir contas, vimos um grande triunfo de António Maria Brito Pais na noite que Sónia Matias e Tiago Carreiras também triunfaram.

Vimos dois grandes triunfos de Filipe Gonçalves na Benedita e um de David Gomes em Pero Pinheiro.

Demos cobertura completa à Feira de Alcácer do Sal.

Presenciamos uma grande corrida em Évora (S.Pedro), com um curro de toiros excelente de Pinto Barreiros onde o Príncipe da Torrinha ratificou o grande triunfo de Almeirim e Rui Fernandes e o regressado Vitor Ribeiro não deixaram os seus créditos por mãos alheias. Aqui, triunfou também Jacobo Botero a dizer que podemos contar com ele no futuro. Bem Jacobo!

Por futuro, regressou em bom plano em Alcochete, António Prates cujo ano de paragem não se fez sentir.

Na garraiada de Alcácer destacou-se Mara Pimenta e no Sobral da Adiça pontificou o espanhol Alvaro San Emitério.

Estivemos na apresentação da Feira do Toiro de Badajoz.

Demos cobertura à homenagem a Ana Batista pelos 25 anos de toureio. Uma sentida e bonita festa.

Fizemos entrevistas a vários intervenientes na festa.

Vamos apoiar os autarcas defensores da festa com entrevistas e apoios editoriais.

Enfim, fomos onde pudemos

Mas, paralelamente, também temos a dar nota de situações em que não estamos de acordo.

Primeiro, alguns pisos que deixam muito a desejar e que poem em risco a integridade física de toureiros e cavalos. Aqui os representantes dos toureiros também têm responsabilidades.

Achamos que há excesso de concursos de ganadarias tirando o impacto no público. Pior, que se apresentaram, nalguns casos, toiros sem apresentação para tal, e noutros casos diferentes dos que apareceram nas fotos dos cartazes.

Os preços praticados têm de ser mais consentâneos com as bolsas de quem quer ir às corridas. Exemplo: A grande enchente em Alvalade do Sado com bilhetes a 10 euros. Sabemos que era de beneficência, mas...

Nota-se uma saudável (?) competição interempresas e isso significa uma mais valia para os espetadores que abnegadamente compram os seus bilhetes. Olé.

Necessita-se da parte das empresas um maior cuidado no que a gado diz respeito nos Esp. Var. Taurinas. "Excesso" de novilhos e alguns já toiros, não beneficiam, nem os jovens nem o publico que vai para se divertir e passa o espetáculo com o "credo na boca". Aqui, alem das empresas, também os mentores dos miúdos têm responsabilidades.

No que respeita aos grupos de forcados, nota-se uma maior preparação de que muito beneficiam os tempos das corridas e o público em geral. Para eles um Olé

Os espetáculos têm de reduzir drasticamente os tempos mortos. Os intervalos são -neste momento- um sério entrave a uma boa sequencia de corrida. Isto para não falar de "obrigatoriedade" de dar voltas à arena porque a família, ou claque, batem palmas.

Vamos entrar no segundo terço da temporada. Faço votos que o nível geral dos espetáculos suba uns furos para que no final da temporada possamos dizer, finalmente, "que foi muito boa".

Uma palavra mais de solidariedade para o infausto acontecimento que marcou este fim de Junho. DEP.

O Porta dos Sustos, promete também fazer mais e melhor. Para tal, alem de uma autocritica permanente pedimos às empresas e toureiros que nos enviem material de noticia. A vossa colaboração merece sempre o nosso OLÈ!

Amigos leitores, sejam felizes e vão aos toiros! a FESTA MERECE.

PORTA DOS SUSTOS

AJT