MANIFESTO DA DIRECÇÃO: Este blogue “www.sortesdegaiola.blogspot.com”, tem como objectivo primordial só noticiar, criticar ou elogiar, as situações que mais se distingam em corridas, ou os factos verdadeiramente importantes que digam respeito ao mundo dos toiros e do toureio, dos cavalos e da equitação, com total e absoluta liberdade de imprensa dos nossos amigos cronistas colaboradores.

sábado, 29 de setembro de 2012


Não seja maldoso, veja com interpreta estas fotos...








Haverá animais mais lindos que os cavalos???

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

 Assim é que é...

Elvas

Uma corrida que já faz parte do calendário taurino com estes aliciantes:

A alegria dos bastinhas em paralelo com o classicismo dos Ribeiro Telles,  e a última da temporada para o toureio diferente de João Moura Caetano...

O Grupo da terra encerra-se com 6 toiros...

Amanhã em Évora, mais um grande desafio para João Maria Branco



João Maria branco segue o seu percurso sempre entalado entre figuras, Este é o caminho para ir sempre mais além...
Novilhada do Campo Pequeno


Os prémios em disputa foram atribuídos a David Oliveira e Pedro Noronha


O ganadero Paulo Caetano apresentou uma novilhada de luxo ( recusou por 3 vezes chamadas á praça) que em muito contribuiu para o êxito do espectáculo.


Maria Mira

Tocou-lhe um novilho andarilho, o mais dificil da noite, e ao principio teve problemas tanto mais quanto a quadrilha não esteve nos seus melhores dias.
Nos curtos melhorou e acabou a actuação com dois bons ferros.

David Oliveira

Quis jogar tudo e recebeu o novilho á porta dos curros, vindo a ser agarrado. Seguidamente não perdeu os papeis, e foi em crescendo desenhando bem e rematando as sortes, adornando-se ainda  em piruetas vistosas.
 Terminou com um violino de belo efeito.
Teve, na minha opinião dois itens que valorizaram a sua boa actuação, lidou correctamente e rematou as sortes. O remate das sortes é importantíssimo - sem ele a sorte é imcompleta - e infelizmente anda tão esquecido por muita gente...

Luís Rouxinol Jr

Sou fã deste toureiro que uma vez mais não me desiludiu. Penso mesmo que se o prémio lhe tem sido atribuído, não era um escandalo. O Luís desenvolveu o seu toureio que enfoca num lidar movimentado, na emoção do ferro, no improviso, e tudo isto enroupado numa grande conexão com o público que desemboca na espectacularidade.
Talvez tenha sido penalizado por não rematar as sortes.

Pedro Noronha

Vê-se que está toureado. Toureou com alguma profundidade com a esquerda e com a direita. Esteve melhor com a muleta que com o capote.

 João Rodrigues

Mostrou valor, mas é dos três o que está menos tourado.

Diogo Peseiro

Este jovem tem público e faz por isso. Bem com o capote, muito bem a bandarilhar e bem e com reportório com a muleta pelos dois pitons. Se eu votasse tinha votado nele


O Grp de Azambuja, teve tarefa fácil e cumpriu


NOTA

 As Verdades são para se dizerem

Uma vez mais, o toureio apeado saiu pela frente do toureio a cavalo, coisa impenssável no tempo de Núncio, Batista, Zoio etc. , e nessa altura havia matadores com força artística e de bilheteira. Em Espanha, pátria do toureio apeado, os rejoneadores saem pela frente. Em Portugal, há 2 ou 3 anos a esta parte faz-se o contrário, com a argumentação de que os cavalos estragam o piso. Então em Espanha não estragam o piso ????? 
Digam a verdade, o problema está no facto de muita gente abandonar as bancadas depois do toureio a cavalo.
Experimentem a fazer como dantes e calibrem a força do toureio apeado no nosso País...


Partiu-se a corda, mas...


quinta-feira, 27 de setembro de 2012


Corno, bebado, confuso e cantador...

 
Manuel Filipe

Gente que brilha no mundo da tauromaquia... na sombra...


Manuel Filipe com os amigos de sempre...
O distinto bandarilheiro Manuel Filipe, prefigura um exemplo de dedicação e fidelidade totais.
Nasceu a 21/04/1955, em Coruche, iniciando a sua aprendizagem na Escola de Toureio Luciano Moreira em 1971. Presta provas para praticante em 24/06/1978 em Alcácer do Sal, e toma a alternativa em  09/08/1981 na Figueira da Foz.
Desde a prova de praticante em 1978 que começou a sair com  Emídio Pinto, e depois com Duarte Pinto ou seja, conta 34 anos como bandarilheiro de confiança, do Maestro Emidio e com o Duarte desde que este começou a tourear. É obra!!!...


Toureou lógicamente em Portugal, mas também por Espanha, França, Estados Unidos e Venezuela.

O Manel Filipe é o cumulo da descrição, nunca ninguém o vê numa discussão mais acalorada, vive a amizade de forma saudável, sem servilismo, mas sim com a clareza e autenticidade dum verdadeiro amigo.
No toiro, a sua eficácia é por de mais evidente, e após as lides dos seus toureiros, é vê-lo de forma discreta junto deles a analizar o bem e o menos bem sem dar nas vistas.
34 anos é o tempo que medeia entre o nascer para o mundo dos toiros ligado a uma casa e a uma amizade, e os dias de hoje. Não sei se há outro caso de tão grande e total dedicação... nesta época tão primitiva em que a ligação de alguns ás casas, demora o espaço de uma carreira..
Para terminar, quero afirmar que ao pensar na vida deste homem, paira no ar um sonho de amizade dilatada, e de um toureiro sério que nunca virou a cara nem procurou protagonismo.



Força Nuno...



Vamos ajudar o forcado Nuno Carvalho!

FAÇA O SEU DONATIVO
IB 0010 0000 4861967000104-BPI
É hoje...É hoje...É hoje...

Autarcas aficionados



O sr. Dr. António Pica Tereno é um exemplo. A sua luta em defesa  da "Festa" e da tradição vem de longe e é constante, aguentou com todas as guerras que lhe moveram, e marca discretamente presença nos mais importantes acontecimentos taurinos nacionais.
A revista "Mais Alentejo" distinguiu-o na sua VII Gala, com o prestigiado Prémio MaisAutarca, atribuído através de votação popular pelos leitores da Revista Mais Alentejo, reconhecendo o seu trabalho dedicado.

O Dr. Tereno é um aficionado de mão Cheia, sem medos nem oportunismos, a quem a "Festa" muito deve...
Tertúlias de malta nova fazem falta...



No domingo em Alter apareceu uma tertúlia de malta nova com o que isso tem de positivo.
A "Festa" precisa de ser renovada, e se apoiamos o aparecimento de novos toureiros muito mais devemos apoiar o aparecimento de tertúlias de jovens, porque estes representam a continuidade e porque estes dão alegria ás corridas. Não nos podemos esquecer que em Espanha foram as Peñas que inspiraram as claques que depois se desviaram para o que infelizmente são hoje...
Em Espanha e França, em qualquer "Pueblo" existem várias "Peñas" e recordo-me que em Lunel, a empresa consultava as ditas "Peñas" quando elaborava os carteis...

Enquanto as tertúlias dos adultos muitas vezes existem quase só para almoçaradas e jantaradas, e noutros casos para criticar tudo e todos ( é evidente que há muitas excepções ...), os jovens juntam-se porque gostam da "FESTA" e não têm idade para ter recalques, por isso se entregam com clareza a sua aficcion.

A tertúlia "Nhé-lá" de Alter, tem como curiosidade muito positiva, o facto de ter forcados de vários grupos, que convivem em amizade com as suas diferenças, porque acima de tudo são aficionados.

Malta nova, vamos criar mais tertúlias.
Vocês dão alma e alegria á "FESTA"...
Este artigo não tem que ver com toiros mas tem que ver com tudo...

Com a devida vénia transcrevemos do semanário Expresso este artigo do Sr. Nicolau Santos



Senhor Primeiro-ministro, depois das medidas que anunciou sinto uma força a crescer-me nos dedos e uma raiva a nascer-me nos dentes. Também eu, senhor Primeiro-ministro. Só me apetece rugir!…

O que o Senhor fez, foi um Roubo! Um Roubo descarado à classe média, no alto da sua impunidade política! Por isso, um duplo roubo: pelo crime em si e pela indecorosa impunidade de que se revestiu. E, ainda pior: Vossa Excelência matou o País!

Invoca Sua Sumidade, que as medidas são suas, mas o déficite é do Sócrates! Só os tolos caem na esparrela desse argumento.

O déficite já vem do tempo de Cavaco Silva, quando, como bom aluno que foi, nos anos 80, a mando dos donos da Europa, decidiu, a troco de 700 milhões de contos anuais, acabar com as Pescas, a Agricultura e a Industria. Farisaicamente, Bruxelas pagava então, aos pescadores para não pescarem e aos agricultores para não cultivarem. O resultado, foi uma total dependência alimentar, uma decadência industrial e investimentos faraónicos no cimento e no alcatrão. Bens não transaccionáveis, que significaram o êxodo rural para o litoral, corrupção larvar e uma classe de novos muitíssimo-ricos. Toda esta tragédia, que mergulhou um País numa espiral deficitária, acabou, fragorosamente, com Sócrates. O déficite é de toda esta gente, que hoje vive gozando as delícias das suas malfeitorias.

E você é o herdeiro e o filho predilecto de todos estes que você, agora, hipocritamente, quer pôr no banco dos réus?

Mas o Senhor também é responsável por esta crise. Tem as suas asas crivadas pelo chumbo da sua própria espingarda. Porque deitou abaixo o PEC4, de má memória, dando asas aos abutres financeiros para inflacionarem a dívida para valores insuportáveis e porque invocou como motivo para tal chumbo, o carácter excessivo dessas medidas. Prometeu, entretanto, não subir os impostos. Depois, já no poder, anunciou como excepcional, o corte no subsídio de Natal. Agora, isto! Ou seja, de mentira em mentira, até a este colossal embuste, que é o Orçamento Geral do Estado.

Diz Vossa Eminência que não tinha outra saída. Ou seja, todas as soluções passam pelo ataque ao Trabalho e pela defesa do Capital Financeiro. Outro embuste. Já se sabia no que resultaram estas mesmas medidas na Grécia: no desemprego, na recessão e num déficite ainda maior. Pois o senhor, incauto e ignorante, não se importou de importar tão assassina cartilha. Sem Economia, não há Finanças, deveria saber o Senhor. Com ainda menos Economia (a recessão atingirá valores perto do 5% em 2012), com muito mais falências e com o desemprego a atingir o colossal valor de 20%, onde vai Sua Sabedoria buscar receitas para corrigir o déficite? Com a banca descapitalizada (para onde foram os biliões do BPN?), como traçará linhas de crédito para as pequenas e médias empresas, responsáveis por 90% do desemprego?O Senhor burlou-nos e espoliou-nos. Teve a admirável coragem de sacar aos indefesos dos trabalhadores, com a esfarrapada desculpa de não ter outra hipótese. E há tantas! Dou-lhe um exemplo: o Metro do Porto.

Tem um prejuízo de 3.500 milhões de euros, é todo à superfície e tem uma oferta 400 vezes (!!!) superior à procura. Tudo alinhavado à medida de uns tantos autarcas, embandeirados por Valentim Loureiro.

Outro exemplo: as parcerias público-privadas, grande sugadouro das finanças públicas.

Outro exemplo: Dizem os estudos que, se V. Ex.ª cortasse na mesma percentagem, os rendimentos das 10 maiores fortunas de Portugal, ficaríamos aliviadinhos de todo, desta canga deficitária. Até porque foram elas, as grandes beneficiárias desta orgia grega que nos tramou. Estaria horas, a desfiar exemplos e Você não gastou um minuto em pensar em deslocar-se a Bruxelas, para dilatar no tempo, as gravosas medidas que anunciou, para Salvar Portugal!

Diz Boaventura de Sousa Santos que o Senhor Primeiro-ministro é um homem sem experiência, sem ideias e sem substrato académico para tais andanças. Concordo! Como não sabe, pretende ser um bom aluno dos mandantes da Europa, esperando deles, compreensão e consideração. Genuína ingenuidade! Com tudo isto, passou de bom aluno, para lacaio da senhora Merkel e do senhor Sarkhozy, quando precisávamos, não de um bom aluno, mas de um Mestre, de um Líder, com uma Ideia e um Projecto para Portugal. O Senhor, ao desistir da Economia, desistiu de Portugal! Foi o coveiro da nossa independência. Hoje, é, apenas, o Gauleiter de Berlim.

Demita-se, senhor primeiro-ministro, antes que seja o Povo a demiti-lo.




A história de um toiro para treinar cavalos...

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Grandes aficionados



Todos conhecemos a aficcion do casal Marco e Ana, mas poucos têm bem calibrada, a dimensão dessa aficcion.
A casa deles é um museu de tudo mas mesmo tudo que diga respeito ao mundo do toiro, e cada vez que lá volto, há peças novas - ninguém imagina o trabalho que dá manter aquilo tudo -, e encontro sempre no sítio um bem receber que esse sim não muda, é imutável.
O almoço de domingo com o Hugpo Teixeira, foi um repositório de histórias pitorescas e bem humoradas acompanhadas pelos manjares da cozinha Alentejana e pelo visionamento da corrida dos Miuras em Vila franca. Que mais pode desejar um aficionado da minha idade ???
A ginja servida á noite após a corrida a meia dúzia de amigos, deu para saborear a corrida do Parrita, num ambiente distendido.
Tenho pena de viver tão longe, porque doutra maneira tinham que me gramar mais vezes...
José Carlos Nicolau

Gente que brilha no mundo da tauromaquia... na sombra...


O Zé Carlos é mais um bandarilheiro que se distingue pela sua humildade e também por uma actividade paralela dentro do mundo dos toiros.
O zé carlos é um bom cavaleiro, um cavaleiro com intuição que baseia o seu trabalho no empirismo, tendo obtido excelentes resultados. O celebre cavalo Gabarito de António Ribeiro Telles foi iniciado por ele e foi a ele que o maestro da Torrinha o comprou, tal como comprou o Conquistador .
O cavalo "Ozono" ferro rio Frio - hoje figura da quadra de Rui Fernandes - foi também montado por ele que o vendeu a José Luís Cochico, vindo este a vendê-lo ao seu actual dono.
Foram montados por si o "Ladear" e o "Semequer" que foram de Luís Rouxinol, o "Quilas" de Gilberto Filipe, mais três cavalos que compunham a quadra do cavaleiro Miguel Fernandes, mais dois de João Maria Branco, um de Alvaro Montes e outro a Javier Maioral que foi o craque da quadra deste Cavaleiro. Eu próprio lhe vendi para Itália um cavalo bem arranjado ferro Ervideira para o meu amigo e mestre "Conde Guido Guidi", de quem este meu amigo dizia maravilhas, quanto ao arranjo que o cavalo apresentou quando começou a ser trabalhado em Milão.
O Zé Carlos Nicolau, tomou a alternativa em Agosto de 1984, parando um toiro para Luís Miguel da Veiga, e bandarilhando um de Mário Coelho. Daí para cá, serviu nas quadrilhas dos cavaleiros António Ventura, Frederico Carolino, Luís rouxinol, José Paulo, Victor Ribeiro, Manuel Lupi, Miguel Fernandes, Carlos Arruda, Nuno Pardal, e dos matadores Mário Coelho, Luís Reina e Tomas Campozano.
Toda a sua vida de toureiro foi vivida na sombra sem nunca pretender ser o que não é, e sempre desvalorizou a valência de equitador, que só por si seria suficientemente rica para que dela se envaidecesse.
O José Carlos Nicolau anda por bem no mundo do toiro, anda em toureiro e sabe o que é tourear, mas a sua forma de estar é e será sempre discreta.



Toureiam a cavalo neste dia, três dos jovens em quem mais acreditamos

José Caldeira publicou um livro com o titulo " Saber Popular"

José caldeira com o filho e comigo em Alter
A maioria dos aficionados conhece o Eng José Romão Caldeira, que sempre soube do cavalo e do toiro ( toureou algumas vzes a cavalo) e que se une por laços familiares ao mundo do toiro, é primo dos Caldeiras forcados ( são e foram vários ) e primo de João Moura.
Eu sou seu amigo bem como de toda a familia, desde os tempos de estudante, como ele recorda na dedicatória do livro que me ofereceu no domingo em Alter, com a simplicidade que sempre o caracterizou.
O livro é uma obra esperta e notável, de grande valor no que toca á cultura popular. Nele, compila o autor, adágios populares, na maioria de inspiração campestre, dando-lhe depois a sua interpretação.
Li o livro sem parar, tal foi o interesse que me despertou.
Um trabalho diferente ( não conheço outro parecido ) que nos faz entender melhor a sabedoria popular.
"sortesdegaiola" felicita o autor deste oportuno trabalho, onde se pode apreciar também, a valia técnica do nosso amigo.
Em Elvas no sabado, uma corrida que começa a tornar-se tradicional


Em Montelavar assistiu-se a uma corrida em que os cavaleiros estiveram por cima dos toiros da ganadaria "Casa D'AVÓ"





"David Gomes , grande esperança do toureio a cavalo, tem ainda mais corridas em Portugal e possivelmente em Espanha..."

Com uma boa casa, foi um sucesso a corrida em Montelavar (Sintra), e onde se esperava uma manifestação anti, apenas apareceram dois anti-taurinos a "manifestar-se" contra...

 Luis Rouxinol, esteve bem (não sabe estar mal); António Maria Brito Paes, desenvolveu duas lides correctas e de valor ( porque não aparece este toureiro em carteis com mais força ???? ); e o praticante David Gomes, brilhou sobretudo no seu primeiro toiro.  

João Maria Branco foi ontem entrevistado na Radio Campanário



Para terminar uma época em crescendo, verdadeiramente extraordinária, faltam Évora ( já no próximo sabado) e Cartaxo

Falando de cavalos de toureio...

terça-feira, 25 de setembro de 2012


Esta é muito bem esgalhada...

Pedro Nuno R. Duarte Silva ( Bongo) - Grp Ap Moita

Gente que brilha no mundo da tauromaquia... na sombra...




O Pedro , Bongo para os amigos, é um caso raro de modéstia, dedicação, lealdade e uitilidade dentro do grp do AP. Moita.
Começou nos amadores da Chamusca em 2000 tendo como cabo o Nuno Marques, tendo-me fardado pela 1ª vez a 28 de maio desse ano., começando por dar 3ªs ajudas. Pegou o seu primeiro toiro no meio da época em França em Grau du Roi e pegou ao todo 14 toiros até 2005, época em que por razões pessoais
abandona o grupo e a vida de forcado.
Pela mão de Diogo Gomes de Santarém onde vivem os dois, regressa dois anos depois em 2007 para pegar no Grp Ap Moita .
Nos 3 primeiros anos neste grupo não teve grandes oportunidades, mas sempre que se fardou cumpriu, e só em 2010 se começou a fardar com regularidade afirmando-se como um bom ajuda, e sempre voluntário nas horas de aperto.
A história do Bongo como forcado não difere da de muitos, o que sim o diferencia é a modéstia com que sempre se moveu, a resignação com que encarou os primeiros anos no Ap Moita quando era preterido, a lealdade aos amigos e um viver em forcado de corpo inteiro.
Nunca ouvi da parte do Bongo uma crítica mais acintosa a um elemento do grupo, e nunca vi que se manifestasse pelas costas com críticas que não fizesse cara a cara.
Como amigo é um homem direito, capaz de todos os sacrifícios em nome de uma amizade.
A sua forma alegre de viver é contagiante e reflecte a qualidade humana, de quem está bem com o mundo e com a vida.

Academia do C. Pequeno numa tenta na ganadaria "Falé Filipe"

Fotos : F. Clemente








Mais uma excelente iniciativa do Clube Taurino de Vilafranca


Grp de Forcados madores de Lisboa


Mensagem do Cabo Pedro Maria Gomes

Os forcados Miguel Nunes e Armando Belchior Nunes vão ser operados a lesões contraídas nesta época.


O Miguel Nunes é operado nesta 5ªfeira ás 19h, na Clinica de Santo António na Amadora, a uma lesão no nariz.

O Armando Belchior Nunes é operado no dia 3 de Outubro ás 11h, no Hospital Ortopédico de Sant´Ana na Parede, ao ligamento cruzado anterior num joelho.

Que corra tudo bem e que recuperem da melhor maneira possível, pois o Grupo fica mais forte com vocês!
Florindo Piteira

O fotografo dos grandes momentos 


Depois de termos considerado na época passada a foto do Forcado do Grp de Évora Manuel Rovisco a foto da temporada, este ano também não temos dúvidas, esta que acabamos de postar do grupo de Monsaraz é a melhor.

Verdadeiramente impressionante...
Parabéns Florindo Piteira.


Mensagem de Nuno Carvalho

Olá a todos queria agradecer a todos pelo apoio e carinho que tem demonstrado por esta minha situação. Fico muito contente de saber que ainda existe solidariedade no mundo. Espero continuar a receber o vosso apoio, pois a batalha ainda agora começou... Hoje consegui, passar mais uma etapa, já respiro melhor, vejo Alcoitão mais perto.

Ass: Nuno de Carvalho - Mata



Com o que os forcados dão a ganhar ás empresas farmaceuticas, não é de estranhar que sejam eles a figura principal deste spot da Mebocaína.



segunda-feira, 24 de setembro de 2012


Se você fosse farmaceutico...


Nós vamos a Vila Boim

No ano passado fomos, e gostámos tanto do ambiente e da organização, que prometemos não mais faltar.

Sorte com o tempo meu caro Luís Fernando ( alma mater desta iniciativa).



Continuando o sucesso dos anos anteriores, a Toiros&Cultura associa-se novamente a uma grande causa. Será o IV Festival de Beneficência de VILA BOIM, organizado pela Associação Romeiros de Vila Boim, tem como objectivo a angariação de fundos para Forcados com lesões graves e Associação de Assistência de Vila Boim.


O Festival realiza-se no próximo dia 6 de Outubro (sábado) às 15H30.

Damos continuidade na aposta aos toureiros do Futuro: a cavalo Jacobo Botero, Rouxinol Jr. e Joaquim Brito Paes. A pé os novilheiros João Rodrigues (Escola de Toureio da Moita), Posada de Maravillas (Escola de Toureio de Badajoz), Fernando Flores (Escola de Toureio de Badajoz) e Diogo Peseiro (Escola de Toureio do Campo Pequeno).

Os Forcados Amadores de Évora e Académicos de Elvas estarão de caras com os novilhos gentilmente cedidos por distintas ganadarias (António José Teixeira Herds., Samuel Lupi, Sommer d’Andrade, Ortigão Costa, Manuel Coimbra, António Lampreia e Canas Vigouroux).

Rei morto Rei posto...

P. Salvador já tem apoderado


António Nunes será a partir de agora o apoderado de Pedro Salvador
Miguel Moura corta orelha



O cavaleiro Miguel Moura cortou ontem uma orelha, ao segundo toiro do seu lote, na corrida de rejoneio na praça de toiros espanhola de Azuqueca de Henares (Guadalajara).

Miguel Moura toureou com com os rejoneadores Alfonso López Bayo (orelha e orelha) e Roberto Armendáriz (orelha e ovação).

Pedro Salvador sem apoderado



Comunicado: EMPRESA TAUROLEVE DESVINCULA-SE DE PEDRO SALVADOR




A Tauroleve vem por este meio comunicar a rescisão por mútuo acordo com apoderamento com o cavaleiro tauromáquico Pedro Salvador. Desejamos ao Pedro uma continuação de êxitos e empenho nos compromissos futuros e especialmente no próximo dia 7 de Outubro na Palha Blanco no Fabuloso Concurso de Ganadarias entre as Ganadarias Murteira Grave e Manuel Assunção Coimbra.